Animais

Austrália comemora nascimento dos primeiros ‘bilbies’ em mais de 100 anos

2020-08-04

author:

Austrália comemora nascimento dos primeiros ‘bilbies’ em mais de 100 anos

Da mesma família do quokka, o macrotis lagotis – conhecido popularmente como bilby, é uma espécie de marsupial que vive na Austrália, mas já estava considerada em vias de extinção. Isto porque, há mais de 100 anos que estes animais não eram vistos na região de Nova Gales do Sul, no entanto, esta realidade mudou. Graças a um trabalho intenso de reintegração da espécie realizado pela organização Australian Wildlife Conservancy, em parceria com o governo local, o país está comemorando o nascimento da primeira geração de bilbies em mais de um século!

nascimento bulbies australia 1

Os bilbies ocupavam todo o território australiano antes da chegada dos europeus, mas foram sendo exterminados ao longo do tempo. Cinza com grandes orelhas, ele parece uma mistura de lebre com rato, tem hábitos noturnos e é conhecido pela maestria em cavar tunéis. A população foi drasticamente reduzida devido ao desmatamento e a introdução de animais domésticos e invasores, apesar do bilby ser considerado patrimônio indígena da Austrália.

nascimento bulbies australia 2

Em 2019, cerca de 50 bilbies foram introduzidos em uma área protegida do Parque Nacional de Mallee Cliffs, seguindo de um cuidadoso monitoramento. A cada 3 meses a equipe responsável chegava o grupo para verificar se eles estavam crescendo sem maiores problemas. O resultado é que a população de bilbies introduzida na natureza se adaptou bem e conseguiu se reproduzir.

 

Agora, a expectativa da equipe é que, na próxima década, a população dos bilbies chegue a mais de 5 mil indivíduos nas áreas protegidas. Pesquisas mostram que hoje existem em média 10 mil bilbies na Austrália, dado que mostra a importância desta iniciativa, que em poucos anos será responsável por dobrar a população destes animais.

nascimento bulbies australia 3

Segundo especialistas, a reintrodução destes marsupiais na natureza é importante para restabelecer o equilíbrio dos ecossistemas, já que o ato de escavar deixa o solo mais aerado, o que contribui para o nascimento de espécies nativas e, consequentemente, para a diminuição de incêndios decorrentes da seca.

 

Fotos: Facebook Australian Wildlife Conservancy

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube

 

Comentários do Facebook