Saúde

Cientistas recriam remédio da Idade Média usado contra superbactérias e funciona

2020-08-03

author:

Cientistas recriam remédio da Idade Média usado contra superbactérias e funciona

A medicina e o próprio futuro da humanidade mudaram quando, em 1928 o médico e bacteriologista escocês Alexander Fleming descobriu a penicilina. No entanto, quase cem anos depois, cientistas da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, decidiram recriar um remédio comum na Idade Média usado contra superbactérias e não é que deu certo?

Bald’s eyesalve livro

O estudo foi publicado na última semana na Scientific Reports e o remédio medieval é conhecido como “Bald’s eyesalve”, ou “colírio de Bald”, em tradução livre. Feito a partir da cebola, alho, vinho e sais biliares, ele era usado há mais de 1000 anos para tratar infecções e mostrou eficácia contra as superbactérias de hoje.

remedio super bacteria idade media 1

A fórmula foi encontrada por Freya Harrison, da Universidade de Warwick, na Biblioteca Britânica, em um dos primeiros textos médicos conhecidos. Depois de inúmeros testes, a equipe comprovou que o efeito bactericida do remédio antigo funciona contra vários tipos de bactérias que tendem a formar “biofilmes” em ferimentos. Os biofilmes são comunidades de bactérias que produzem uma matriz extracelular protetora e costumam ser ultra resistentes aos antibióticos.

superbactéria

Pesquisas mostram que, superbactérias resistentes podem matar mais de 10 milhões de pessoas até 2050, o que mostra a importância desta descoberta. A pesquisadora Jessica Pardoe, uma das autoras do estudo, define a descoberta como “de fundamental importância”, uma vez que as infecções associadas aos biofilmes representam um enorme desafio para a ciência. O estudo também revelou que a potente atividade antibiofilmes do colírio de Bald não pode ser atribuída apenas a um ingrediente, mas à combinação de todos os ingredientes do antigo remédio.

alho
 
Fotos 1 e 2: divulgação Universidade de Warwick
Fotos 3 e 4: Unsplash

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube

 

Comentários do Facebook