Sustentabilidade

Empresa cria camiseta ecológica que pode ser compostada

2019-09-16

author:

Empresa cria camiseta ecológica que pode ser compostada

A startup londrina Vollebak acaba de lançar um produto que pode revolucionar a indústria da moda. Trata-se de uma camiseta ecológica feita com polpa de madeira e algas e que pode ser compostada.

camiseta-compostagem-1

Desta maneira, o dia que você cansar da Plant and Algae basta enterrá-la no quintal. O tecido da camisa é feito de árvores típicas da América do Norte e Europa, de origem sustentável, que são lascados e transformados em fios têxteis, enquanto a tinta é feita de algas.

camiseta-compostagem-2

As camisetas, que podem biodegradar em 8 a 12 semanas, foram desenvolvidas para serem uma solução inovadora para o desperdício de têxteis. No entanto, ela só realmente se biodegrada quando enterrada: “Só começará a biodegradar quando você enterrá-lo no chão ou colocá-lo no composto. Ele precisa do fungo, bactérias e calor da Terra para começar a se decompor. Se você quer biodegradar, você deve enterrá-lo no chão”, explica a empresa em comunicado.

camiseta-compostagem-3

Como as algas não conseguem sobreviver fora da água, elas se transformam em pigmentos naturais que desaparecem com cores diferentes ao longo do tempo. Isto signfica que não há duas camisetas com a mesma aparência depois de passar por várias lavagens. Incrível, não é mesmo?

 

 

Biodegradável X compostável

Biodegradável é simplesmente tudo o que é natural o suficiente para se degradar, desfazer, apodrecer, de maneira fácil e natural, e se tornar parte da terra novamente, sem causar problemas ou deixar qualquer resíduo.

Produtos compostáveis ​​são como os produtos biodegradáveis, mas muito  melhores para a natureza, porque são ricos em nutrientes que são liberados no solo, além de levarem muito menos tempo para se decompor – entre 1 e 6 meses.

 

Fotos: divulgação

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Comentários do Facebook