Design

Engenheiros italianos transformam máscaras de mergulho em respiradores

27/03/2020

author:

Engenheiros italianos transformam máscaras de mergulho em respiradores

Apesar de ter começado na cidade de Wuhan, na China, hoje o país mais afetado pelo novo coronavírus é a Itália. No entanto, em meio à mais grave crise sanitária e o colapso total do sistema de saúde italiano, as pessoas têm encontrado maneiras criativas de salvar vidas. Com falta de medicamentos médicos e respiradores, já que muitos contaminados possuem dificuldades respiratórias, um grupo de engenheiros italianos tem transformado máscaras de mergulho em respiradores.

máscaras de mergulho respiradores 1

Os profissionais inventivos trabalham na empresa Isinnova, sediada em Brescia, epicentro do coronavírus no país. A região responde por quase metade dos casos de COVID-19 da Itália e os hospitais estão enfrentando escassez de médicos e equipamentos. O quadro de colapso levou os profissionais de saúde a tomar decisões difíceis sobre quem deveria usar os poucos ventiladores disponíveis. Foi então que o médico Renato Favero procurou a empresa e apresentou a ideia inovadora.

máscaras de mergulho respiradores 2

Ao notar que uma máscara simples de snorkel feita pela marca francesa Decathlon poderia ser usada como máscara para terapia intensiva, só faltava vincular um ventilador para que ele pudesse salvar milhares de vidas. Assim, ele entrou em contato com a marca, que voluntariamente forneceu desenhos CAD da máscara. Em poucos dias, os engenheiros da Isinnova projetaram o que chamam de válvula Charlotte, que além de tudo, pode ser facilmente impressa em 3D.

 

Para impedir que outras empresas produzam a válvula e as vendam a preços altos, a Isinnova patenteou o design. A intenção deles é disponibilizar gratuitamente o projeto para qualquer hospital que possa estar em extrema necessidade. “Nossa iniciativa é totalmente sem fins lucrativos, não obteremos royalties sobre a ideia, nem sobre as vendas das máscaras Decathlon”, confirmaram.

projeto máscara
Projeto da máscara Charlotte

Hoje a máscara está sendo usada em diversos hospitais na Itália, mas, antes de tudo, os pacientes devem assinar uma renúncia reconhecendo que o equipamento é experimental. Essa colaboração é um exemplo incrível de como diferentes setores podem se unir para resolver problemas durante esse período difícil!

 

Fotos: divulgação

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Comentários do Facebook