Tecnologia

Homem aprende robótica sozinho no Youtube e começa a fabricar próteses em 3D para pessoas vulneráveis

2020-08-31

author:

Homem aprende robótica sozinho no Youtube e começa a fabricar próteses em 3D para pessoas vulneráveis

Assim como muitas crianças, desde pequeno Easton LaChappelle começou a se interessar por robótica e por compreender o funcionamento das coisas. Atualmente com 25 anos, recentemente ele deciciu usar suas habilidades e paixão para aprender mais sobre engenharia protética, que ele ainda não dominava. Autodidata, foi graças aos vídeos no Youtube que ele aprendeu desde os principais fundamentos da eletrônica até interfaces de software e sensores de leitura e resolveu executar todo este conhecimento, fabricando próteses em 3D para pessoas vulneráveis.

próteses 3d pessoas vulneráveis 1

A ideia surgiu há alguns anos, quando ele visitou uma feira de ciências da Casa Branca, na época do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Apesar das inúmeras inovações apresentadas no evento, uma coisa lhe impressionou. Easton encontrou uma jovem com uma prótese de braço que aparentava arcaica demais e custou cerca de US $ 80.000. Ele se lembra de ter pensado: “Esta é realmente a melhor opção disponível dela?”

próteses 3d pessoas vulneráveis 3

Foram anos de dedicação para que ele conquistasse toda a habilidade que tem hoje. Foi quando decidi dedicar minha vida para resolver a acessibilidade de dispositivos protéticos e criar tecnologia que pode impactar a vida de alguém em um nível profundo”, explicou. Existem mais de 40 milhões de amputados em todo o mundo e apenas cerca de 5% deles têm acesso a dispositivos protéticos. Para ele, estas estatísticas precisavam mudar e ele se dispôs a fazer isto com as próprias mãos.

próteses

Assim, depois de desenvolver um protótipo funcional, Easton fundou sua empresa, a Unlimited Tomorrow, que fabrica próteses de baixo custo impressas em 3D. Em menos de 30 dias, a empresa conseguiu levantar $ 1.568 milhões para lançar seu primeiro produto e fornecer milhões de protéses para pessoas em todo o mundo a um custo acessível.

 

As próteses, apelidadas de TrueLimb, são feitas através de um processo de adaptação remota especial que é personalizado para o tom, formato e tamanho da pele das pessoas. Inovadora, o maior objetivo de sua empresa é oferecer autonomia às pessoas amputadas e isto só acontece graças à política de baixo custo. Afinal, de que basta tanta tecnologia se ela não puder ser usada em benefício dos mais vulneráveis?

 

Fotos: divulgação

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube

 

Comentários do Facebook