Sustentabilidade

Itália será o primeiro país do mundo a tornar obrigatório ensino sobre mudanças climáticas

2019-11-12

author:

Itália será o primeiro país do mundo a tornar obrigatório ensino sobre mudanças climáticas

A discussão sobre o modelo de educação tradicional proposto pelas escolas já está em pauta há alguns anos. Sabemos que muita coisa que aprendemos possui pouca utilidade na vida adulta, e ao mesmo tempo muita coisa acaba ficando de fora. A Itália compreendeu isto e acaba de se tornar o primeiro país do mundo a tornar obrigatório o ensino sobre mudanças climáticas. A mudança começará a ser colocada em prática a partir de setembro de 2020, mês que marca o início do ano letivo no hemisfério norte.

mudanças climáticas itália 1

A nova legislação foi anunciada pelo Ministério da Educação italiano e implica todas as escolas públicas da Itália. “A partir de agora, as escolas dedicarão cerca de uma hora por semana às questões de sustentabilidade e mudanças climáticas”, disse o ministro da Educação – Lorenzo Fioramonti. Isso equivaleria a cerca de 33 horas/aula por ano.

mudanças climáticas itália 3

A nova matéria será ministrada do primeiro ao 13º ano, ou seja, dos 6 aos 19 anos para todos os alunos do ensino público. A mudança marca um novo modelo de educação, mais voltado para a educação cívica. Afinal, aprender geografia e biologia é importante, mas ao invés de decorarmos uma série de conceitos que nunca iremos usar, não é muito mais inteligente ensinar aos jovens a importância de se cuidar do meio ambiente?

O plano de estudos será baseado nos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU – Organização das Nações Unidas, incluindo como viver de forma mais sustentável, como combater a poluição dos oceanos e como lidar com a pobreza e a injustiça social.

mudanças climáticas itália 2

Iniciativa pioneira, o ministério da educação já está sendo alterado: “Está sendo alterado para tornar a sustentabilidade e o clima o centro do modelo educacional. Quero tornar o sistema educacional italiano o primeiro que coloca o meio ambiente e a sociedade no centro de tudo o que aprendemos na escola”, declarou Fioramonti. Esperamos que a medida inspire outros países a fazer o mesmo!

 

 

Fotos: divulgação

 

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.

 

Comentários do Facebook