Desacelere

Movimento slow mostra a importância de desacelerar a vida

26/05/2019

author:

Movimento slow mostra a importância de desacelerar a vida

Você tem a sensação constante de que o tempo está passando cada vez mais rápido? Este sentimento é comum entre 9 a cada 10 pessoas, entretanto, a resposta não é nenhuma teoria metafísica complicada. Esta impressão é consequência da vida cada vez mais acelerada que estamos levando. Acordar com o despertador, ter apenas dez minutos para se arrumar, tomar café no elevador, almoçar de frente para o computador, dormir pouco, entre outras tantas pressas cotidianas, está fazendo com que percamos a noção de tempo.

movimento slow 1

Trabalhamos demais, nos preocupamos excessivamente, juntamos pilhas de boletos, mas estamos esquecendo daquilo que existe de mais precioso: o tempo. O que você está fazendo de seu tempo? Tem cuidado de você, tido bons momentos entre amigos e família, refletido sobre seu lugar no mundo e com a plena consciência de que não está vivendo no automático?

movimento slow 2

É desta inquietação que surgiu o movimento slow, quando o jornalista canadense Carl Honoré escreveu o livro ‘In praise of slow’. Lançado em 2004, ele decidiu criar este movimento quando percebeu que estava perdendo o controle de sua própria vida, ao comprar uma coleção de livros de histórias de um minuto para seus filhos.

movimento slow 3

Basicamente, o movimento slow baseia-se em praticar todas as atividades do dia a dia de forma mais lenta, apreciando cada momento e sem a mania de fazer mil coisas ao mesmo tempo. A partir dessa prática, foram criados vários subgrupos, como o slow food – uma oposição aos fast foods; slow travel – ideia de apreciar a viagem em todo seu percurso, não apenas em seu destino; slow pareting – “pais sem pressa”, forma de desaceleração da rotina das crianças; dentre outros.

movimento slow 4

Também é neste sentido que surgem a slow medicine, que consiste na ideia de que as consultas médicas possam ser realizadas com mais conversas e assim, consequentemente, com a menor necessidade de exames, priorizando o diagnóstico clínico e, a tão falada prática do mindfulness, quando atingimos um estado de atenção ao momento presente. Através desta técnica, aprendemos a perceber pensamentos, sensações corporais e emoções no momento que ocorrem, sem reagir de maneira automática ou habitual.

movimento slow 5

A ideia é abrandar, porque o mundo tornou-se demasiadamente rápido, mas é importante ressaltar que ele não pretende promover a lentidão excessiva, mas sim, o equilíbrio. Este movimento nos ensina a importância de ter consciência da vida que se leva, saber seu papel no mundo e, sobretudo, ter paciência. Porque é preciso saber respeitar o tempo das coisas e da vida, afinal, o mais importante é apreciar o caminho e, não apenas viver com a constante ansiedade de chegar ao destino final. Desacelere!

movimento slow 6

 

 

 

Fotos: Unsplash
Comentários do Facebook