Mulheres

Nunca é tarde: mulher se reinventa e publica seu primeiro livro aos 101 anos

2020-07-21

author:

Nunca é tarde: mulher se reinventa e publica seu primeiro livro aos 101 anos

Desde o dia em que nascemos, somos coagidos a acreditar que existe um tempo certo para tudo. E assim vamos vivendo em uma eterna competição com aqueles que estão ao nosso redor, nos sentimos menores somente porque não conquistamos isto ou aquilo antes dos trinta ou de qualquer outra idade. E para mostrar que é sempre tempo de se reiventar e realizar sonhos, Sarah Yerkes – de 101 anos, acaba de publicar seu primeiro livro de poesia.

Sarah Yerkes escritora aos 101 anos 1

Designer formada na Universidade de Harvard, ela atuou a vida inteira como escultora, ocupação que ela foi obrigada a deixar de lado devido às limitações da idade. Mas ainda não seria hora de parar. Ao falar sobre as angústias e alegrias da vida, ela traduziu sua experiência de envelhecer sem perder sem perder a vontade de viver no livro “Days of Blue and Flame” (“Dias de tristeza e chamas”, em tradução livre), lançado no ano passado.

Sarah Yerkes escritora aos 101 anos 1

A poesia, inclusive, foi uma descoberta recente em sua vida. Foi o amigo Henry Morgenthau III, seu colega nas classes de redação do retiro de idosos onde vivem, em Washington D.C, que lhe apresentou. Seus poemas, são uma maneira de compreender a própria trajetória e, segundo ela, extremamente pessoais, o que não a impediu de publicá-los e compartilhar com o mundo toda a beleza que existe na vida de alguém que possui mais de um século de vida.

 

Seu filho, Amos Satterlee, de 66 anos, contou em entrevista que um dos poemas presentes no livro – “Believing” (“acreditando”, em tradução livre), ela  fala sobre seu filho mais velho, que morreu aos cinco anos de idade em decorrência de uma leucemia.“Eu olho para a foto e vejo o meu menino. Ele ainda tem cinco ou já fez setenta e cinco? Ele espera por mim em alguma praia distante ou seguiu em frente para uma nova vida”, ela escreve.

escritora de 101 anos

Seu livro foi publicado pela Passager Books, editora da Universidade de Baltimore que trabalha com obras de autores com mais de 50 anos. Kendra Kopelke, assessora de imprensa da editora, explica que esta é uma maneira de estimular as pessoas a continuarem sonhando não importa a idade: “Quando você é mais velho, você precisa se adaptar a um universo menor, mas carrega consigo toda a bagagem que acumulou ao longo da vida e as aplica de maneiras novas e interessantes”, afirma.

 

Fotos: The Washington Post

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Comentários do Facebook