Tecnologia

Obras de arte desbotadas de Van Gogh agora podem ser restauradas graças à inteligência artificial

2019-09-24

author:

Obras de arte desbotadas de Van Gogh agora podem ser restauradas graças à inteligência artificial

Os maiores pintores da humanidade provavelmente nunca imaginaram que suas obras seriam cada vez mais valiosas e apreciadas com o passar dos anos. Assim como não suspeitavam que com o tempo seus quadros começariam a desbotar e a desaparecer. No entanto, pesquisadores da TU Delft – na Holanda, descobriram como corrigir o problema graças à inteligência artificial.

obras de van gogh 1

Através de um recém desenvolvido método, as cores desbotadas das lendárias obras de arte de Van Gogh poderão ser restauradas para que os desenhos pareçam novos novamente. O estudo revolucionário foi encabeçado pelo pesquisador Jan van der Lubbe e publicado na Machine Vision and Applications.

obras de van gogh 2

Tudo começou com uma pesquisa sobre a importância da preservação do patrimônio cultural, já que a Holanda é berço de muitos artistas de prestígio na história, como Rembrandt, Mondrian e o próprio Van Gogh. O foco era estudar uma maneira eficaz de restaurar pinturas ameaçadas de desaparecer completamente nos próximos 10 anos. Utilizando uma técnica de restauração em pixel de obras de arte desbotadas, a inteligência artificial conseguiu prever as cores originais das pinturas, para que pudessem ser reconstituídas o mais próximo possível da intenção do artista.

obras de van gogh 3

O próximo passo do estudo consiste em capturar informações relacionadas à química, como por exemplo a composição da tinta, para melhorar os modelos atuais. Os quadros envolvidos na pesquisa fazem parte do acervo permanente do Museu Van Gogh – em Amsterdã. Graças à esta tecnologia, em breve poderemos restaurar obras de arte que fazem parte da história da humanidade com toda a excelência que elas merecem.


 

 

Fotos: divulgação

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Comentários do Facebook