Sustentabilidade

Parceria inédita com ONG alemã irá retirar todo o plástico da Baía de Guanabara

2020-09-24

author:

Parceria inédita com ONG alemã irá retirar todo o plástico da Baía de Guanabara

Considerada por muitos a baía mais bonita do mundo, a Baía de Guanabara – no Rio de Janeiro, sofre com o descarte incorreto de lixo e com a poluição de barcos e navios. Com uma área de aproximadamente 400 km2 e cerca de 3 bilhões de m3 de água, a água da baía é considerada semi-morta, mas a situação irá se transformar em breve. Através de uma parceria feita com pescadores artesanais e a ONG alemã One Earth One Ocean, o objetivo da iniciativa é retirar todo o plástico da Baía de Guanabara e oferecer águas mais limpas aos moradores da cidade maravilhosa.

baia de guanabara

A operação de limpeza será feita pelo barco See Elefant, que abriga uma usina de processamento de plástico em sua estrutura. Atualmente a embarcação está sendo construída na Alemanha e a expectativa é de que comece a navegar pelos oceanos em 2021. O Brasil será o primeiro país da América Latina a receber o barco.

água poluída plástico

Equipado com tecnologias capazes de fazer a coleta, a separação e a conversão do plástico em combustível, material para reciclagem ou em geração de energia, o elefante do mar contará com o auxílio do See Kuh, ou Vaca do Mar. Trabalhando em conjunto, a vaca do mar fará a coleta de lixo marinho em até um metro de profundidade com o uso de correias ajustáveis, o que minimiza o risco de capturar animais, em comparação com as redes. 

elefante do mar

Em seguida, todo o material será transferido para uma esteira e levado para grandes bolsas de armazenamento, que ficam depositadas na embarcação até serem carregadas para a terra, onde serão encaminhadas para reciclagem. O navio é modular, completamente desmontável e pode ser acondicionado em quatro contêineres, para que possa navegar em diferentes locais sem restrições.

see elephant

O projeto já limpou diversos rios na Alemanha e na Ásia, mas no Rio de Janeiro a ONG fechou uma parceria com pescadores artesanais locais, que irão auxiliar na coleta do plástico a ser processado, recebendo incentivo financeiro para a realização da importante tarefa. Desta maneira, a iniciativa também irá oferecer centenas de empregos para locais.

 

Fotos 1 e 2: Unsplash
Fotos 3 e 4: divulgação

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Comentários do Facebook