Ciência

Pesquisa inédita revela que notícia ruim faz mal à saúde mental

2019-10-22

author:

Pesquisa inédita revela que notícia ruim faz mal à saúde mental

Vivemos em um mundo altamente conectado e a tecnologia permite com que tenhamos contato com notícias do mundo inteiro em tempo real. No entanto, a mídia tradicional está sabendo utilizar o poder da internet? Grande parte das notícias que lemos são tragédias ou puro sensacionalismo e a ciência acaba de comprovar que isto é prejudicial à saúde mental.

notícias boas 1

Quanto mais uma pessoa consome notícias ruins e negativas, maior a probabilidade dela ficar triste, angustiada, e continuar vivendo nesse ciclo de tensão. Foi o que comprovou um novo estudo publicado no Science Advices com o título: A exposição a eventos de violência em massa na mídia pode alimentar um ciclo de angústia”. Você pode acessar a pesquisa completa aqui.

notícias boas 2

O estudo foi feito pela Universidade da Califórnia, com de 4165 voluntários dos EUA, e mostra que o consumo exagerado desse tipo de notícia pode prejudicar a saúde mental. Os especialistas estudaram os chamados “traumas coletivos”, como atentados terroristas e desastres naturais, que fazem as pessoas ficarem horas assistindo televisão – muitas vezes a mesma notícia, sem que nada de novo seja acresecentado.

notícias boas 3

O estudo reafirmou que a exposição exagerada à notícias ruins é um problema de saúde pública, porque eventos como esses causam implicações na saúde mental — e às vezes física — das pessoas. “A exposição repetida à cobertura noticiosa de traumas coletivos tem sido associada a consequências ruins para a saúde mental — como flashbacks e respostas ao estresse pós-traumático e problemas de saúde física ao longo do tempo, mesmo entre indivíduos que não experimentaram diretamente o evento”, alertou a psicóloga Rebecca Thompson.

notícias boas 4

A equipe ressalta que acompanhar quase “obsessivamente” os desdobramento de tragédias é comum, tanto porque é fruto da curiosidade humana, quanto porque é uma forma “instintiva” de saber o que fazer para ficar seguro. Contudo, o equilíbrio é essencial, principalmente por parte dos veículos de imprensa:“Para os meios de comunicação, recomendamos moderar os aspectos sensacionalistas da cobertura noticiosa desses eventos, de modo a não provocar preocupação e angústia excessiva entre os espectadores”.

notícias boas 5

Esta notícia resume e embasa com dados científicos a missão do nosso site. Entendemos que o papel do jornalista é prestar um serviço à comunidade, através de notícias relevantes e de qualidade. Em um mundo carregado de fake e hard news, queremos te mostrar que o mundo está repleto de pessoas e iniciativas incríveis. Leia aqui o nosso manifesto e compreenda como nosso projeto nasceu. Se as notícias ruins fazem mal à saúde mental, não podemos esquecer do poder da notícia boa, capaz de transformar o dia e o estado de espírito de alguém.

 

Fotos: Unsplash

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Comentários do Facebook