Ciência

Pesquisadores acham sementes de 2 mil anos e plantam árvore romana

2020-02-18

author:

Pesquisadores acham sementes de 2 mil anos e plantam árvore romana

Um feito histórico para a ciência e a própria natureza, um grupo de cientistas de Jerusalém encontrou sementes de tamareira de 2 mil anos atrás e conseguiu plantar árvores romanas que haviam sido extintas. As sementes foram encontradas nas ruínas de uma antiga fortaleza de um palácio construído pelo rei Herodes – o Grande, e em cavernas localizadas no sul de Israel.

sementes de 2 mil anos 3

Em arquivos históricos, a tamareira da Judéia foi descrita pela qualidade e propriedades medicinais de seus frutos. Perdida por séculos, a descoberta não somente confirma a durabilidade destes grãos, como permitirá com que esta árvore milenar volte a existir. Os cientistas encontraram centenas de sementes, que foram separadas e, as seis mais saudáveis germinaram com absoluto sucesso.

sementes de 2 mil anos 2
As 6 mudas germinadas, que um dia serão árvores.

Com as plantas em mãos, os cientistas agora poderão realizar análises genéticas para compará-las com as palmeiras atuais. As florestas de tâmaras declinaram aos poucos após a queda do Império Romano e desapareceram completamente  no século 19. O grande mistério é saber como estas sementes conseguiram sobreviver a mais de 2 mil anos de história. A resposta poderá ter implicações importantes para a agricultura mundial.

sementes de 2 mil anos 4
Tamareira Medjool – A palmeira que produz as tâmaras

No estudo, publicado na Science Advances, os cientistas precisam que esta descoberta pode nos ajudar a compreender a evolução da flora mundial: “Ao fazer isso, entenderemos mais completamente a genética e a fisiologia da tamareira antiga da Judeia, uma vez cultivada nesta região”.

 

Fotos: divulgação

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube.

Comentários do Facebook