Animais

Satélites revelam que a população de pinguim-imperador é 20% maior do que pensávamos

2020-08-11

author:

Satélites revelam que a população de pinguim-imperador é 20% maior do que pensávamos

Imagens divulgadas pela Agência Espacial Europeia (ESA) recentemente, revelaram que existem quase mais 20% de colônias de pinguim-imperador na Antártida do que se pensava anteriormente. Feitas através de satélites na órbita terrestre, as imagens mostraram que o continente possui 61 colônias, o que representa 11 novas colônias reprodutoras e uma excelente notícia!

novas colonias de pinguim imperador 2

O pinguim-imperador precisa de gelo marinho para se reproduzir e vive em áreas que são muito difíceis de estudar, já que são remotas e frequentemente inacessíveis com temperaturas de até -50 ° C, o que dificulta a pesquisa e, consequentemente, o censo. Sendo assim, a tecnologia dos satélites europeus usou uma técnica curiosa para identificar novas populações de animais: através de suas fezes.

novas colonias de pinguim imperador 3

Manchas gigantes de excrementos foram localizadas no gelo devido à resolução de imagens fornecidas pelos dois satélites, o que permitiu esta nova descoberta. Segundo o geógrafo Peter Fretwell, o dado aumenta a população da espécie entre 5% a 10%, para “pouco mais de meio milhão de pinguins”. Esta é uma descoberta empolgante”, disse ao explicar que os cientistas do British Antarctic Survey passaram os últimos 10 anos em busca de novas colônias.

novas colonias de pinguim imperador 1

Devido ao aquecimento global, os pinguins estão cada vez mais vulneráveis à perda de gelo marinho, seu habitat natural e favorito, portanto, os dados fornecem uma referência importante para monitorar o impacto das mudanças climáticas na população da ave. O estudo também encontrou uma série de colônias localizadas a até 180 km da costa, situadas no gelo marinho que se formou ao redor de icebergs, o que é uma descoberta surpreendente no comportamento da espécie.

novas colonias de pinguim imperador 4

 

Fotos 1 e 3: British Antarctic Survey
Fotos 2 e 4: Unsplash

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube

Comentários do Facebook