Sustentabilidade

Cientistas criam suplemento de algas para vacas que reduz as emissões de metano em 80%

2020-09-28

author:

Cientistas criam suplemento de algas para vacas que reduz as emissões de metano em 80%

Apesar de parecerem inofensivas, as vacas são responsáveis por cerca de 18% das emissões mundiais de gases estufa. E a culpa é do seu sistema digestivo, que funciona como uma pequena fábrica de metano, um gás 28 vezes mais prejudicial ao ambiente do que o dióxido de carbono emitido pelos meios de transporte, que é enviado para a atmosfera pelo estrume e flatulência. Um grupo de cientistas australianos, no entanto, desenvolveu um suplemento feito de algas marinhas, que pode reduzir as emissões de metano em 80% e melhorar muito a qualidade do ar que respiramos.

algas marinhas

Segundo os cientistas, se apenas 10% dos rebanhos bovinos consumissem o suplemento, criado pela FutureFeed Ltd, seria o mesmo que tirar 50 milhões de carros das estradas. Fabricado com a ajuda da agência científica nacional australiana (CISRO), o suplemento é feito de uma espécie de alga marinha chamada Asparagopsis e já foi considerado seguro para uso em vacas.

vacas emitindo metano 1

Para garantir que ele seja utilizado, cinco investidores já injetaram US $ 13 milhões na FutureFeed, investimento que irá permitir que todo o mercado australiano de carne bovina passe a usar o suplemento a partir de 2021. De acordo com a empresa, a proteína animal é a única fonte confiável de proteína, já que possui micronutrientes essenciais para 1 bilhão de habitantes do mundo que sofrem de insegurança alimentar.

vacas emitindo metano 3

Diferente do gás carbônico, o metano permanece na atmosfera apenas por 12 anos, em comparação com o ciclo de vida do CO2, que é cerca de 1000 anos. Isso significa que o suplemento do FutureFeed precisará de apenas alguns anos antes de praticamente apagar a pegada atmosférica da produção de metano do gado.

vacas emitindo metano 2

Para Larry Marshall – da agência nacional australiana, o produto é a prova de que a agricultura e o meio ambiente podem caminhar juntos:O FutureFeed permite que a agricultura e o meio ambiente sejam parceiros e não concorrentes, ajuda a superar as percepções negativas da indústria pecuária e dá aos fazendeiros australianos uma vantagem no mercado global como primeiros a adotar essa inovação australiana”, explica. Uma resposta para a insegurança alimentar, a produção sustentável e as mudanças climáticas, o suplemento pode representar uma verdadeira revolução no setor, nos oferecendo mais sustentabilidade, gerando mais empregos e criando mais crescimento econômico.

 

Fotos: Unsplash

 

Gostou do artigo?

Siga a gente no Instagram.

Curta a nossa página no Facebook.

Inscreva-se no nosso canal no Youtube

 
Comentários do Facebook